Mastodon

Léo Cavalcanti analisa próximos passos na carreira

Catarinense de 15 anos teve sua primeira temporada completa no automobilismo ao competir na Fórmula Delta

Léo Cavalcanti na Fórmula Delta - Edmar Salguero
Cavalcanti terminou a temporada na nona colocação (Foto: Edmar Salguero)

Após fechar a temporada 2023 da Fórmula Delta na nona colocação, o catarinense Léo Cavalcanti já começa a analisar os seus próximos passos no automobilismo. Com apenas 15 anos, ele completou o campeonato com dois pódios e pontuou em 14 das 16 corridas que disputou.

Na oitava e última etapa, realizada nos dias 22 e 23 no Autódromo de Interlagos, em São Paulo (SP), o piloto viu suas expectativas serem frustradas devido a um problema no motor. Com isso, terminou a corrida 1 na oitava colocação. Já na prova seguinte, teve de abandonar após danificar sua suspensão ao se envolver em um incidente com um adversário.

“Uma pena terminarmos a temporada desta forma. Infelizmente, o carro não estava bom no classificatório e na corrida 1 e, no sábado, tivemos esse problema com a marcha e não consegui evitar o toque. Interlagos me deu o primeiro pódio este ano e a expectativa era estar novamente brigando na frente”, comentou o piloto patrocinado por Ícaro Express Logistics, Cooper Indústria, FGM Dental Group, Schulze Recuperação de Crédito, Marine Seguros e Pneus Aqui.

Agora, Cavalcanti analisa os próximos passos de sua carreira. Uma semana antes da final da Fórmula Delta, o representante de Joinville testou um Stock Series e também avalia a possibilidade de competir na Porsche Cup ou outra categoria.

“Ainda não tem nada definido”, salienta. “Primeiro, vou aproveitar para descansar um pouco, pois foi um ano bem corrido com a Copa SP Light de Kart, Brasileiro de Kart e a Fórmula Delta. Aproveito para agradecer a todos que torceram por mim, a minha família e aos meus patrocinadores”, finalizou.

Top 10 da Fórmula Delta 2023

  1. Eduardo Araujo – 192
  2. Gabriel Moura – 170
  3. Ethan Nobels – 132
  4. Rogerio Grotta – 121
  5. Guilherme Favarete – 113
  6. Alfredinho Ibiapina – 93
  7. Vinicius Mercez – 88
  8. Rodrigo Rocha – 81
  9. Leonardo Cavalcanti – 77
  10. Akyu Myasava – 74

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *