Mastodon

Pilotas, cronometristas, apoiadoras: as mulheres no Kart Rental

As 500 Milhas de Kart Rental by KTO mostraram que “lugar de mulher é onde ela quiser” é mais que uma frase para postar nas redes sociais

Juliana Batista e Tais Einzweiler - Rafael Pierre
Juliana Batista (e) foi cronometrista da AKC, enquanto Taís Einzweiler pilotou para a Gravina Performance (Fotos: Rafael Pierre)

Elas vestem seus macacões e capacetes, sentam nos karts e pisam fundo no acelerador. Também estão nos boxes das equipes, com cronômetros nas mãos, prontas para auxiliar nas estratégias. E têm as que dão aquele incentivo mais do que necessário em uma prova de longa duração, quando todos estão cansados.

A função pouco importa. Tem espaço para todas no kart rental.

Podemos dizer mais: seja onde estiverem, elas deixam cada vez mais claro para quem quer (e também quem não quer) ouvir: Lugar de mulher é onde ela quiser e ponto final.

E elas têm razão.

Tudo isso pode ser visto por quem circulou pelo paddock das 500 Milhas de Kart Rental by KTO, realizadas no dia 2 deste mês, no Circuito Internacional Techspeed, em Nova Santa Rita (RS).

Abertura de portas

“Acho que as equipes, quando abrem as portas para nossa participação em eventos como esse, com patrocínio de grandes marcas como KTO e Monster Energy Drink, acabam levando uma mensagem positiva e, aos poucos, aumentando o número de mulheres.” Essas são as palavras de Taís Enzweiler, que integrou um dos karts da equipe Gravina Performance na corrida de Endurance.

Técnica em mecânica por profissão e pilota por paixão, fala com propriedade de quem viveu o esporte a motor com intensidade neste 2023. São oito meses de experiência como alguém que fecha a viseira e senta a bota no acelerador.

De lá para cá, já participou de diversas competições de Kart Rental, além do programa FIA Girls on Track. Sem contar os vários Track Days no Autódromo Internacional de Tarumã. Tudo em busca do seu maior sonho: estar em um carro de competição e desbravar os circuitos ao redor do país – quiçá do mundo.

Thayná Weissbach, a fotógrafa - Rafael Pierre
A estudante de jornalismo Thayná Weissbach fotografou as 500 Milhas de Kart Rental by KTO

Mas, tem também quem busca na modalidade uma forma de competir entre seus amigos. Estas 500 Milhas de Kart Rental by KTO contou com duas uma pilotas com mais experiência, sendo uma delas Milena Grasel. Advogada empresarial, participou pela terceira vez da prova de Endurance. “Um ano em uma equipe só de meninas”.

Já nas edições de 2022 e 2023, foi como pilota de uma equipe mista. “Ano passado, convidei meu colega de profissão Leonardo Macedo para fechar uma equipe montada de última hora. Este ano, por iniciativa dele, formamos os Piloteros. Fomos convidando amigos e conhecidos, nomes de peso foram chegando e a evolução foi linda de um ano para outro.”

Veja todas as reportagens do Push to Cast

E como foi dividir o kart com outros homens?

“A Piloteros já é mais que uma equipe de kart”, conta Milena. “Tem parcerias e amizades formadas ali que vão além das pistas.” O depoimento de Milena vai ao encontro do de Taís.

A pilota da Gravina Performance confessa que quase desistiu da prova após um erro em uma de suas entradas na pista. “Cheguei muito chateada no box, minha vontade era de sumir. Mas, recebi um carinho e um apoio tão grandes da equipe que consegui entrar em outro stint muito mais tranquila”.

Assim como elas, uma outra pilota se fez presente na competição. A catarinense Juliana Petruschky, que neste ano participou do Mundial de Kart Indoor, fez parte da equipe Kart in Senna. Elas foram as únicas três pilotas em uma competição com quase 260 inscritos.

Quem disse que precisa pilotar?

O automobilismo oferece uma série de oportunidades para quem quer participar. Caso alguém não se sinta à vontade para pilotar, pode ocupar outras funções. Por exemplo, Thayná Weissbach fotografou o evento ao lado de Rafael Pierre. Nada disso passou despercebido por Tatiane Gabriela da Silva, que integrou a EKC Team, de Esteio.

“As mulheres têm se destacado pela excelência de atuar em vários setores. Embora o esporte seja masculino, as mulheres vêm se destacando e ganhando seu espaço, mesmo que ainda tenha um certo preconceito”, diz ela.

Também pilota de kart rental, desta vez ela ficou nos bastidores. Foi acompanhar o marido, que participou do evento pela primeira vez.

Mesmo não estando dentro de um kart, sentiu o “friozinho” na barriga. “Acredito que, para qualquer piloto de kart em um evento tão emocionante, se imagina ali na pista, vivendo a emoção”, conta. “É uma mistura de sentimento, ansiedade e adrenalina.

Por falar em adrenalina, a equipe Adrenalina Kart Club também contou com mulheres em seu box. No caso, Juliana Batista, que cronometrou os pitstops ao longo das 12 horas de corrida.

Não que fosse algo esperado: aceitou o desafio três dias antes do evento. “A equipe estava precisando e meu marido, Vinícius Guimarães, participou como piloto. Também queria adquirir conhecimento.”

Como era a primeira vez como cronometrista, o desafio foi ainda maior. Assim que chegou no kartódromo, coletou o máximo de informações para que tudo desse certo. “Fiquei muito feliz, porque conseguimos o troféu de P5 na categoria Pesados”.

Muito além das pistas

Como disse Tatiane Gabriele da Silva, as mulheres têm se destacado em vários setores do automobilismo. Impossível não conhecer a estrategista da Red Bull Racing de Fórmula 1, Hannah Schmitz, ou a atual diretora da F1 Academy e ex-chefe de equipe da Venturi da Fórmula E, Susie Wolff.

Adicione nesta lista a engenheira Rachel Loh, da equipe Ipiranga Racing no BRB Stock Car Pro Series, a produtora de Fórmula 1 da Band, Julianne Cerasoli, e a também repórter da emissora Mariana Becker.

Tatiane Silva deixou o macacão de lado para incentivar o marido, Vinícius Guimarães, durante a competição
Tatiane esteve na EKC Team, pronta para apoiar o marido

“A gente não quer só participar em pista. Não é só a corrida. É todo o ambiente do automobilismo, inclusive como mecânicas ou comissárias”, ressalta Taís Einzweiler. “As experiências do FIA Girls on Track me jogaram dentro de três finais de semana em diferentes categorias”, relata.

Foram aprendizados tanto como mecânica na Copa Truck (na equipe ASG, da pilota Bia Figueiredo), como de atuação dos comissários em níveis nacional e regional. “O automobilismo não é feito só de pilotos. Existem muitas pessoas para fazer essa engrenagem funcionar.”

E as mulheres podem – e devem – fazer parte disso. Como ressalta Juliana: “A participação das mulheres é de extrema importância, desde a que vai acompanhar o piloto dando incentivo, como também aquela responsável pelo box, a que cronometra e as que brilham em pista.”

Como diz a engenheira da BRB Fórmula 4 Brasil, Erika Prado, criadora do programa Girls Like Racing: Quanto mais mulheres, mais mulheres.

Mais mulheres na pista

Mas, não adianta.

Quando se fala em esporte a motor, a primeira coisa que surge no imaginário é o gostinho da velocidade. Por isso, o trabalho para ampliar a participação feminina – e ir além dos 3% do total de pilotos no país – não para.

“Das 250 Milhas de Kart Rental do ano passado, surgiu o Gurias do Kart“, lembra Milena. Criado pela Juliana – a cronometrista desta matéria – e Jessica Menegosso, o grupo é administrado por Milena e por Keyla Lopes, e conta com mais de 60 integrantes. “Entre novatas e experientes, muita informação vem sendo compartilhada.”

Entre estas membros, estão quase todas as personagens desta reportagem. Além de Milena e Juliana, também fazem parte Taís e Tatiane. “Está bonito de ver o desenvolvimento das gurias na pista. E nos aguardem no ano que vem, pois a meta é termos nosso kart”, finaliza a advogada-pilota-gestora-e-o-que-mais-quiser-ser Milena Grasel.

E a nós, cabe apenas aguardar com muita expectativa por isso.


Agora que você leu este conteúdo até o fim, deixa a gente te perguntar: você gostou?

Se a resposta foi “SIM”, é porque você viu a importância do nosso trabalho para a divulgação do kart rental regional e nacional. E aqui, vale uma informação de extrema importância: o Push to Cast é o único espaço dedicado à modalidade. Fazemos um trabalho único, independente e comprometido com os valores do jornalismo.

Para que ele continue, precisamos muito do seu apoio. Por isso, convidamos a acessar a nossa plataforma de financiamento coletivo e se tornar nosso assinante. Sua assinatura fortalecerá ainda mais o nosso trabalho – e, claro, o kart rental brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *