Mastodon

Endurance de Kart Rental tem domínio da Gravina e Kart in Senna

Equipes venceram as 250 Milhas e as 500 Milhas da modalidade nas categorias Leves e Pesados, respectivamente

Campeões Endurance de Kart Rental 2023 - Rafael Pierre
Gravina Performance (acima) conquistou pela primeira vez as 750 Milhas de Kart Rental by KTO; enquanto a Kart in Senna levou o bi (Foto: Rafael Pierre)

O Endurance de Kart Rental do Rio Grande do Sul encerrou com dois novos registros históricos neste curto tempo de existência. Enquanto a Gravina Performance venceu a competição pela primeira vez, a Kart in Senna conquistou o bicampeonato, após vencerem as 250 Milhas de Kart Rental by KTO, realizadas em setembro, e as 500 Milhas de Kart Rental by KTO neste sábado (2).

A equipe comandada pelo piloto e empresário Edson Gravina levou a melhor na categoria Leves, enquanto que a esquadra de Fernando Lobato conquistou o título na Pesados na prova de longa duração disputada no Circuito Internacional Techspeed, em Nova Santa Rita (RS).

“O que nós estamos comemorando aqui é a vitória, mas eu não tinha o título das 750 Milhas na história da Gravina Performance”, desabafou Edson Gravina. “A gente já sabia, duas horas atrás, que seria campeã das 750 Milhas, mas eu não ficaria satisfeito se não ganhasse (também) as 500 Milhas”, completou.

Gravina venceu na Geral ao completar 398 voltas em 9 horas, 52 minutos e 7 segundos, percorrendo uma distância de 375 milhas das 500 previstas. A redução do tempo em pista se deve à uma paralisação de quase duas horas devido à forte chuva que desabou sobre o kartódromo da região metropolitana de Porto Alegre. Entretanto, a corrida como um todo precisou de 12 horas mais uma volta para ser concluída.

Uma prova dividida em dois atos

A primeira parte começou com um atraso de 1h20min na programação. A largada, antes prevista para as 10 da manhã, ficou para as 11h20min, o que já influenciou na estratégia das equipes. Isso porque a temperatura ambiente já estava em 32 graus, mas a sensação térmica superava os 40 graus – para quem estava nos boxes, é bom salientar.

Tão altas quanto a temperatura estavam as expectativas com a largada. Como feita desde as primeiras edições, o formato em estilo “Le Mans” é um grande atrativo, pois não basta marcar a pole position (que ficou com a Kart in Senna): era necessário correr de um lado da pista para o outro, sentar no kart e acelerar o mais rápido possível para se manter na frente.

Fatores que podem causar grandes transtornos, mas não foi o caso. Uma saída limpa, sem grandes problemas.

Enquanto os pilotos seguiam as estratégias feitas logo pela manhã, as preocupações nos boxes aumentavam com o passar do tempo. A dúvida era quando a chuva viria e, principalmente, qual seria a sua intensidade.

Não demorou muito para saber. Em menos de um terço de corrida – precisamente 3h50min – surgiu a resposta. As nuvens negras cobriram praticamente todo o Circuito Internacional Techspeed e derrubou uma chuva forte, formando poças em vários pontos da pista e interferindo na visibilidade.

Devido ao perigo do combo pista encharcada e pneus slick – não tinha como mudá-los ao longo da competição – a bandeira vermelha, para a alegria de muitos e tristeza de alguns.

Troféu Endurance de Kart Rental 2023 - Rafael Pierre
O troféu ambicionado pelas equipes participantes do Endurance de Kart Rental (Foto: Rafael Pierre)

ATO 2: Recalculando rota

Antes da paralisação, a equipe Kart in Senna liderava com o kart de número 34, pilotado por Rodrigo Piccoli. “Agora vamos perder toda a vantagem que conquistamos”, desabafou o dirigente Fernando Lobato. “Mas tudo bem, o Piccoli manda muito bem na chuva”, disse o dirigente.

Para as demais, o momento era de rever as estratégias. Ao longo de duas horas de interrupção, muitos cálculos foram (re)feitos para saber como recuperar o terreno perdido.

E também tinham aqueles que precisavam se recuperar de alguns infortúnios, como o próprio Gravina. Em um de seus stints, o piloto-coach-dirigente não percebera a tampa do tanque de combustível frouxa, e a gasolina quente respingou em sua perna em alguns momentos.

“Passaram uma gosma meio branca e depois enfaixaram”, brincou.

Menos tempo de prova, mais adrenalina e tensão

A prova foi retomada após quase duas horas de interrupção. Com isso, mudanças foram feitas, como a redução do número de pit stops obrigatórios para dez.

“Já estávamos prevendo (a bandeira vermelha) e sabíamos que, quando acontecesse, deveríamos ficar atentos para fazer justiça (com os competidores)”, avaliou Davison do Canto, promotor do Endurance de Kart Rental ao lado de Tiago Milioli. “Graças a Deus a gente conseguiu fazer com que nossa tese funcionasse.”

A relargada foi em fila indiana. Apesar de não estar mais chovendo no momento, a pista ainda estava escorregadia, o que exigia muito mais atenção dos competidores.

Algumas horas depois, uma fina garoa resolveu aparecer, mas não por muito tempo. Mesmo assim, rodadas se tornaram mais comuns, aumentando a tensão e o nervosismo com o passar do tempo.

Todos esses fatores combinaram para uma reviravolta. Ao fazer o último stint pela Gravina Performance, Edson Gravina pisou fundo no acelerador do kart de número 23. “Eu sempre brinco: não me queiram bravo na pista. Foram me querer bravo, o que aconteceu? A gente tirou 17 segundos na pista”, disse Edson Gravina, ao concluir a prova, em referência a alguma penalidade sofrida pela equipe.

Já pelo lado da Kart in Senna, campeã da categoria Pesados, o momento foi de agradecimento após um ano atípico e delicado para o dirigente. “Só tenho a agradecer a toda essa galera, a todos os pilotos, em especial ao Luciano (Gomes) e ao Fred, que tocaram a equipe praticamente o ano todo, que foi muito delicado”, desabafou Fernando Lobato, lembrando dos problemas enfrentados em sua vida pessoal.

Por isso, estendeu a gratidão a seus familiares. “Tenho que agradecer demais à minha família, à minha esposa que está aqui, à minha mãe. Foi um ano bem atípico, mas esse resultado vem para revigorar”, concluiu, enquanto recebia um forte abraço de Rodrigo Piccoli.

2024 é logo ali

O ano nem terminou e os promotores do Endurance de Kart Rental já estão de olho em 2024. “A gente vê, cada vez mais, um número maior de equipes no campeonato, e a ideia é que ele cresça o mais rápido possível”, indicou Davison do Canto.

Segundo ele, a edição deste ano mostrou pontos em que a organização deve melhorar. “Vamos implementar coisas novas, e o pensamento sempre é melhorar”, finalizou.

A edição 2023 do Endurance de Kart Rental teve patrocínio de KTO Brasil, Realiza, TS Sports, Multisider, Vinícola Galiotto, Bastos Indústria e Comércio e DBA Assessoria Empresarial.

Resultado Final Geral

  1. #23 Gravina Performance (Leves)
  2. #12 Biansini Kart Cup (Leves)
  3. #27 GKF KMKZY Racing (Leves)
  4. #34 Kart in Senna (Pesados)
  5. #31 Adesc Patetas (Leves)
  6. #7 Mandioca Racing (Leves)
  7. #4 Bah Kart Racing (Leves)
  8. #8 Mandioca Racing (Leves)
  9. #38 Multisider-MTM Racing (Pesados)
  10. #25 GP Evo (Pesados)
  11. #32 Kart in Senna (Pesados)
  12. #19 AKC Adrenalina Kart Club (Pesados)
  13. #10 Styllo Café/Simões GP (Pesados)
  14. #15 Biansini Kart Cup (Pesados)
  15. #28 GKF KMKZY Racing (Leves)
  16. #39 Bastos (Leves)
  17. #1 KRT (Pesados)
  18. #11 Amigos do Kart (Pesados)
  19. #9 Mandioca Racing (Leves)
  20. #3 Salto Team (Pesados)
  21. #33 Bold Racing Team [Chile] (Leves)
  22. #16 Acelerados Kart Racing (Pesados)
  23. #17 GP Evo (Pesados)
  24. #5 KartEasy Endurance Team (Pesados)
  25. #26 Gravina Team (Leves)
  26. #2 KRT (Pesados)
  27. #22 Gravina Performance (Leves)
  28. #40 GP Evo (Pesados)
  29. #21 Gravina Performance (Leves)
  30. #41 EKC Team (Leves)
  31. #20 Piloteros (Pesados)
  32. #35 Box 22 (Pesados)
  33. #18 AKC Adrenalina Kart Club (Leves)
  34. #24 GP Evo (Pesados)

Desqualificados

  • #13 Biansini Kart Cup (Leves)
  • #37 MTM Racing (Leves)
  • #30 Adesc Patetas (Leves)
  • #6 KartEasy Endurance Team (Pesados)
  • #29 Adesc Patetas (Leves)
  • #14 Biansini Kart Cup (Pesados)
  • #36 Kartistas Kart Club (Pesados)

Cronometragem: RaceHero


Agora que você leu este conteúdo até o fim, deixa a gente te perguntar: você gostou?

Se a resposta foi “SIM”, é porque você viu a importância do nosso trabalho para a divulgação do kart rental regional e nacional. E aqui, vale uma informação de extrema importância: o Push to Cast é o único espaço dedicado à modalidade. Fazemos um trabalho único, independente e comprometido com os valores do jornalismo.

Para que ele continue, precisamos muito do seu apoio. Por isso, convidamos a acessar a nossa plataforma de financiamento coletivo e se tornar nosso assinante. Sua assinatura fortalecerá ainda mais o nosso trabalho – e, claro, o kart rental brasileiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *